CineMarketing – A Rede Social

/ / Noticias

O longa-metragem “A Rede Social”, conta a história da criação do Facebook, criada por Mark Zuckerberg.

Lançado em 2010 nos cinemas, o filme é baseado no livro “Bilionários por acidente: a criação do Facebook”, escrito por Ben Mezrich, especialista na publicação de histórias de jovens gênios que se tornaram bilionários nos Estados Unidos.

Para quem não sabe, antes de ser FaceBook, a rede social tinha o nome de FaceMash, e foi criada para que os estudantes da Universidade de Harvard, onde Mark Zuckerberg estudava na época, avaliarem fotos das universitárias do campus.

Tudo isso por que Mark terminou com a namorada e queria fazer alguma coisa para ser notado pelas garotas da universidade.

Mas para ter conseguido tal façanha, Zuckerberg precisou hackear dados dos sistemas de Harvard para coletar dados sobre os alojamentos. Quando percebeu a invasão, a universidade suspendeu ele durante seis meses.

Bom, depois disso, Mark fecha uma parceria com o brasileiro Eduardo Saverin e cria finalmente o TheFacebook, que, em princípio, era uma rede social fechada, em que só os estudantes de Harvard tinha acesso.

Mas o que podemos aprender sobre Marketing com o filme?

É claro que você não vai sair por aí roubando dados das universidades só por que você levou um pé na bunda da sua namorada.

Se a gente olhar de perto a progressão da história de Zuckerberg, vamos ver que a “inovação” foi o conceito-chave para o seu negócio.

Percebam: ele conseguiu sair de uma rede de avaliação de fotos de garotas da universidade para integrar numa mesma plataforma integrada com ferramentas que desempenham serviços para os mais diferentes públicos e empresas.

Para que sua empresa saísse do seu pequeno quarto na Universidade de Harvard para o mundo, Mark foi incorporando novas funcionalidades a sua rede social, na medida em que precisava conquistar novos públicos. Isso tem nome: é Marketing de Inovação!

Isso é muito pertinente ao que acontece hoje em dias com as empresas, não é mesmo?

Bom, se você já assistiu o filme, recomendo que assista mais uma vez, reparando agora a relação de Mark Zuckerberg com a inovação e como esse elemento se torna crucial para o crescimento do Facebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *